Quem tem medo de um desafio esportivo? - Sophia perguntou para Fifi, seu fiel cachorro de pelúcia. Ela amava esportes e não perdia a chance de se mexer! Naquela tarde ensolarada, o desafio era no parquinho, um lugar mágico cheio de cores e crianças.

Chegando lá, Sophia viu algo inusitado: pegadas gigantescas no chão! Pareciam... pegadas de dinossauro! "Que estranho...", pensou Sophia, "Será que existe um dinossauro no parquinho?". Fifi latiu baixinho, como se concordasse.

Decidida a desvendar o mistério, Sophia seguiu as pegadas. Elas a levaram até a caixa de areia, onde um grupo de crianças brincava de construir um castelo. "Ei, pessoal!", Sophia chamou, "Vocês viram um dinossauro por aqui?". As crianças riram. "Dinossauros não existem mais, Sophia!", disse um menino.

Mas Sophia não desistiu. Ela sabia que os esportes ensinavam a nunca desanimar! Continuou procurando pelo parquinho, observando cada canto, cada arbusto, até que... avistou algo incrível! Escondido atrás do escorrega, estava ele: um dinossauro verde, enorme, com escamas brilhantes!

Sophia ficou paralisada por um instante. Era a primeira vez que via um dinossauro de verdade! Mas então, lembrou-se do seu superpoder: ela conseguia entender o que os monstros diziam!

Aproximando-se devagar, Sophia ouviu o dinossauro fungar. Parecia triste. "Olá?", Sophia disse timidamente. O dinossauro deu um pulo e se virou. Seus olhos eram grandes e redondos como bolas de gude.

Join the Yuna Universe

Create your own stories

"Quem está aí?", ele perguntou com uma voz grossa, que fez a terra tremer. "Sou eu, Sophia", ela respondeu, "e este é meu amigo Fifi. Não queremos te fazer mal, só queremos saber por que você está triste."

O dinossauro suspirou. "Eu queria muito brincar com as crianças, mas elas têm medo de mim", ele confessou. "Elas acham que eu sou perigoso porque sou grande e diferente."

Sophia entendeu. Ela sabia como era se sentir diferente. Às vezes, as outras crianças não queriam jogar futebol com ela porque era a única menina. "Eu sei como te ajudar!", exclamou. "Podemos organizar um jogo de futebol! Assim, todos verão que você só quer se divertir!"

O dinossauro adorou a ideia! Sophia reuniu as crianças do parquinho e explicou que o dinossauro não era perigoso, apenas queria fazer amigos. Com um pouco de receio no início, as crianças concordaram em jogar.

E assim, o parquinho se transformou em um campo de futebol mágico! Crianças e um dinossauro corriam atrás da bola, rindo e se divertindo. Sophia, como a ótima jogadora que era, marcou o gol da vitória, com Fifi latindo e comemorando ao seu lado!

O dia terminou com um lindo pôr do sol e um sentimento de amizade no ar. O dinossauro, feliz por ter feito tantos amigos, prometeu voltar para brincar mais vezes. Sophia voltou para casa exausta, mas com o coração cheio de alegria. Ela havia aprendido que o esporte podia unir até mesmo os seres mais diferentes, como um dinossauro e uma menina de sete anos!

De volta ao seu quarto, Sophia abraçou Fifi. "Que aventura incrível, não foi?", ela sussurrou. Fifi latiu em resposta, e Sophia soube que ele guardaria o segredo do dinossauro do parquinho para sempre. Afinal, algumas amizades são mágicas demais para serem reveladas.

Join Yuna

Create your own stories

Join Yuna

Create your own stories

Join the Yuna Universe

Create your own stories

Create your own stories