A Princesa da Areia

A Princesa da Areia

O cheirinho de protetor solar pairava no ar, misturado com o perfume doce de coco da água de coco que Duda tomava. Era dia de praia! Duda, com seus cinco anos e um sorriso enorme no rosto, pulava de alegria. Ela amava construir castelos de areia, sentir a areia fofa entre os dedos e, quem sabe, encontrar uma concha brilhante diferente de todas que já tinha visto. Yuna, sua tartaruga de pelúcia e companheira de todas as horas, observava tudo com seus olhinhos de botão.

Enquanto Duda brincava na areia, Yuna sussurrou: "Duda, você sabia que a praia guarda muitos segredos? Segredos antigos, da época dos piratas e sereias!"

Duda arregalou os olhos, curiosa. "Sério, Yuna? Você acha que vamos encontrar um tesouro?"

"Quem sabe?" Yuna respondeu, misteriosa. "Mas para encontrar um tesouro de verdade, precisamos usar nossa imaginação!"

Duda fechou os olhos com força e imaginou. Imaginou que seu baldinho se transformava em um castelo de areia gigante, digno de uma princesa. E, de repente, sentiu algo diferente! Abriu os olhos e... surpresa! Ela estava usando um vestido lindo, com fitas cor-de-rosa e uma coroa brilhante na cabeça.

"Uau, Yuna, virei uma princesa de verdade!" Duda exclamou, maravilhada.

Conheça a Yuna

Crie suas histórias sem nenhum custo

Yuna sorriu. "Eu sabia que você conseguiria! Afinal, crescer é mágico e nos permite fazer coisas incríveis!"

Nesse instante, um lindo príncipe, com uma capa esvoaçante e uma espada na cintura, surgiu do mar. Ele sorriu para Duda e fez uma reverência.

"Majestade, seja bem-vinda ao meu reino de areia. Preciso da sua ajuda! Uma bruxa má roubou todas as conchas mágicas da praia e, sem elas, o mar não brilha mais!"

Duda, corajosa como uma princesa de verdade, não hesitou. "Eu vou te ajudar, príncipe! Vamos encontrar essas conchas e trazer a magia de volta para o mar!"

Yuna, com seu jeitinho lento e constante, acompanhou Duda e o príncipe em uma aventura pela praia. Enfrentaram ondas gigantes que se transformavam em escorregas de água, escalaram montanhas de areia que escondiam cavernas secretas e, finalmente, encontraram a bruxa má.

A bruxa, rabugenta, não queria devolver as conchas. Mas Duda, com a ajuda de Yuna e do príncipe, descobriu que a bruxa só estava triste porque ninguém brincava com ela. Então, Duda a convidou para brincar de construir castelos de areia e, juntas, criaram um reino ainda mais mágico e divertido.

A bruxa, feliz, devolveu as conchas mágicas e o mar voltou a brilhar! Duda, o príncipe e Yuna celebraram com um mergulho refrescante e um piquenique delicioso na areia.

Ao final do dia, quando o sol começava a se pôr, Duda voltou a ser a menina de cinco anos, mas guardava no coração a magia da aventura que viveu. Ela aprendeu que crescer é se permitir viver experiências novas, usar a imaginação e fazer novos amigos, mesmo nos lugares mais inesperados, como em uma praia mágica, no Rio de Janeiro.

Conheça nosso app

Crie suas histórias
gratuitas

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Crie suas próprias histórias