O Mapa da Gratidão

O Mapa da Gratidão

Uma noite estrelada brilhava sobre Goiânia, mas João, de quatro anos, não estava olhando para o céu. Ele estava ocupado desenhando um dinossauro gigante no chão da sala quando ouviu um barulhinho: "Piu, piu?". Era um passarinho na janela!

"Oi, passarinho!", João sussurrou, animado. "Você veio ver meu desenho?" O passarinho inclinou a cabeça, como se entendesse. De repente, ele voou para perto do desenho e deixou cair um papelzinho no chão. Era um mapa!

João pegou o mapa, confuso. "O que é isso, passarinho?" O passarinho cantou e apontou para o mapa com a asa. "Piu, piu! Gratidão!", ele parecia dizer. João olhou o mapa com atenção. Mostrava um caminho que levava a um lugar chamado "Navio Pirata da Gratidão".

João correu para Pogo, seu fiel cachorro. "Pogo, vamos numa aventura! O passarinho me deu um mapa para um navio pirata mágico!" Pogo latiu, abanando o rabo. Ele sempre quis ser um unicórnio pirata, então essa era a chance perfeita!

Conheça a Yuna

Crie suas histórias sem nenhum custo

João e Pogo seguiram o mapa, correndo super-rápido como João sabia fazer. O caminho os levou para fora da cidade, atravessando campos floridos e subindo uma montanha. Finalmente, eles chegaram ao topo e... lá estava ele! Um enorme navio pirata flutuando no ar, cercado por nuvens cor-de-rosa!

"Uau!", João exclamou. "É incrível!" Eles subiram a bordo e foram recebidos por um bando de piratas amigáveis, que cantavam e dançavam. O capitão, um papagaio falante com um chapéu de pirata, sorriu para João. "Bem-vindos ao Navio Pirata da Gratidão!", ele grasnou. "Este navio viaja pelo mundo coletando e espalhando gratidão. Vocês estão aqui porque o passarinho sentiu a sua grande gratidão, João!"

João ficou feliz. Ele era grato por ter Pogo, por seus brinquedos e por sua família. Ele passou o dia todo no navio, aprendendo sobre a importância de ser grato. Ele ajudou os piratas a fazerem um bolo gigante de gratidão e a escreverem bilhetes agradecendo a todas as coisas boas da vida.

Quando a noite chegou, era hora de João e Pogo voltarem para casa. Eles se despediram dos piratas e agradeceram pela aventura incrível. "Lembrem-se", disse o capitão Papagaio, "a gratidão é como um tesouro, quanto mais você compartilha, mais você tem!"

De volta ao seu quarto, João abraçou Pogo. Ele se sentia feliz e grato por aquele dia mágico. Olhando para o céu, ele viu o passarinho voando entre as estrelas. "Obrigado, passarinho!", sussurrou João. Ele sabia que nunca esqueceria a lição do Navio Pirata da Gratidão. A gratidão era um tesouro que ele carregaria para sempre em seu coração.

Conheça nosso app

Crie suas histórias
gratuitas

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Crie suas próprias histórias