O Passarinho Cantor e a Visita ao Doutor

O Passarinho Cantor e a Visita ao Doutor

O cheirinho gostoso de bolo saindo do forno invadiu o quarto de João, que brincava com seus dinossauros. Era dia de ir ao médico e ele não estava muito animado. "Mamãe, a gente precisa ir mesmo?", perguntou João com um bico enorme. Marina, sua mãe, sorriu e disse: "Lembra que ir ao médico é importante para ficarmos fortes e saudáveis?". João fez que sim com a cabeça, mas no fundo, preferia mil vezes estar em seu esconderijo secreto, uma caverna mágica que ele inventou no quintal.

De repente, um passarinho lindo e colorido pousou na janela, cantando uma melodia encantadora. "Que lindo!", exclamou João, esquecendo por um instante do médico. Marina, sempre atenta, aproveitou a deixa. "Sabe, João, esse passarinho veio da Floresta Encantada, um lugar mágico onde as árvores falam e as fadas brincam entre as flores. E adivinha? Lá existe um médico muito especial que cuida de todos os bichinhos!".

Conheça a Yuna

Crie suas histórias sem nenhum custo

Os olhinhos de João brilharam de curiosidade. "Sério, mãe? E como ele é?". Marina, com um brilho nos olhos, começou a descrever o médico da floresta: "Ele é um gnomo baixinho, com uma barba branca enorme e um chapéu vermelho cheio de penas mágicas. Ele cura os animais com poções mágicas feitas de flores e frutas da floresta!".

João, contagiado pela história, correu para o banheiro e escovou os dentes rapidinho. A Floresta Encantada parecia muito mais legal que o consultório do Dr. Felipe! No caminho, João não parava de perguntar sobre a floresta e seus habitantes. "Mãe, será que ele tem um remédio para dor de barriga feito de chocolate?". Marina riu e respondeu: "Quem sabe? Vamos descobrir!".

Ao chegarem ao consultório, João tomou um susto! O Dr. Felipe estava diferente. Ele usava um chapéu engraçado e contava histórias engraçadas para as crianças, parecendo até um gnomo. João sorriu, lembrando da Floresta Encantada. "Prontinho, campeão! Você foi muito corajoso!", disse o Dr. Felipe, entregando a João um adesivo de dinossauro.

Naquela noite, antes de dormir, João olhou pela janela procurando o passarinho. "Obrigado por me levar à Floresta Encantada hoje, mãe!", sussurrou João. Marina sorriu e deu um beijo de boa noite. Ela sabia que, às vezes, um pouco de imaginação e uma pitada de magia eram o melhor remédio para espantar o medo.

Conheça nosso app

Crie suas histórias
gratuitas

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Crie suas próprias histórias