O Segredo da Lua Luminosa

O Segredo da Lua Luminosa

Você já olhou para a Lua e imaginou quem mora lá? Maria, uma menina curiosa de 6 anos, sempre se perguntava isso. Ela amava fadas e princesas e, no fundo do seu coração, acreditava que a Lua escondia um reino mágico.

Maria tinha um segredo: ela podia falar com animais! Seu melhor amigo era um cachorro sapeca chamado Cacau, que adorava lamber o rosto de Maria. Um dia, enquanto observavam a Lua da varanda, Cacau latiu: "Au au! Maria, vamos voar até lá?" Maria, surpresa, respondeu: "Você também acha que tem algo lá em cima, Cacau?"

Cacau abanou o rabo, confirmando. Maria sentiu uma onda de coragem tomar conta dela. Ela sempre quis ser corajosa como as princesas dos seus livros. Naquela noite, antes de dormir, Maria desejou com toda a força: "Quero ir até a Lua!".

De repente, um clarão tomou conta do quarto. Maria abriu os olhos e viu Cacau flutuando! "Uau!", exclamou Maria, enquanto ela mesma começava a flutuar também. Era a Lua, que os atraia para perto como um ímã mágico. Em poucos segundos, Maria e Cacau estavam pisando em um chão branco e brilhante.

"Cacau, olha!", gritou Maria, maravilhada. A Lua era ainda mais incrível de perto! Tudo parecia leve, como se não tivessem peso. Podiam ver a Terra, pequena e azul, brilhando ao longe. E as estrelas! Nunca tinham parecido tão grandes e brilhantes.

Conheça a Yuna

Crie suas histórias sem nenhum custo

De repente, ouviram uma melodia encantadora. "Cacau, você está ouvindo isso?", sussurrou Maria. Eles seguiram o som até encontrarem um grupo de criaturas coloridas, diferentes de tudo que Maria já tinha visto. Eram os seres da Lua! Eles brilhavam em tons de rosa, verde e azul, e pareciam dançar no ar, sem precisar pisar no chão.

“Olá!”, Maria se aproximou timidamente. As criaturas se viraram, surpresas. “Uma menina terráquea! E um cachorro que fala!”, exclamou uma delas, com voz melodiosa. “Que coragem a de vocês virem até aqui!”.

Maria, que sempre foi extrovertida, sentiu uma pontinha de timidez. Nunca tinha conversado com seres de outro planeta. “É que...”, Maria hesitou, “eu sempre quis saber se a Lua era mesmo mágica”.

As criaturas sorriram. “A magia está em todo lugar”, disse uma delas. “E em você também. Só precisa acreditar.”

Naquele momento, Maria entendeu. A magia não estava só na Lua, mas também dentro dela. Acreditar em si mesma, ter coragem para perseguir seus sonhos, era isso que a tornava especial. Ela podia não ter asas de fada, mas tinha a força da autoconfiança.

Maria e Cacau passaram horas brincando com os seres da Lua. Aprenderam sobre suas músicas, seus costumes e suas histórias. Antes de voltar para casa, Maria agradeceu a aventura mágica. "Nunca vou me esquecer dessa noite", disse ela, com os olhos brilhando.

De volta ao seu quarto, Maria abraçou Cacau. Ela sabia que nunca mais olharia para a Lua da mesma forma. A Lua se tornou um lembrete de que a magia e a coragem estavam dentro dela, e que com autoconfiança, ela podia alcançar qualquer coisa.

Conheça nosso app

Crie suas histórias
gratuitas

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Crie suas próprias histórias