O Susto Colorido no Deserto

O Susto Colorido no Deserto

"Miguel, você está pronto para uma aventura?" Laura perguntou com um sorriso misterioso. Miguel, com seus quatro anos de pura energia, sorriu de volta, mostrando todos os seus dentinhos. "Uma aventura? Com carros?"

"Melhor que carros," Laura respondeu, piscando. "Vamos para um lugar mágico, onde as cores dançam!"

Miguel, que amava cores tanto quanto amava carros, ficou ainda mais animado. Ele correu para pegar seu brinquedo favorito - um carrinho azul brilhante - e segurou firme.

Laura, com seus oito anos, já era praticamente uma especialista em aventuras. Ela segurou a mão de Miguel e, como mágica, eles estavam em um lugar totalmente diferente!

Era um deserto. Mas não um deserto qualquer. As dunas de areia brilhavam em tons de rosa, roxo e verde. O céu era azul como o carrinho de Miguel, e o ar vibrava com uma energia estranha e maravilhosa.

"Uau!" Miguel exclamou, os olhos arregalados de surpresa. "Que lugar é esse?"

"É o Deserto Mágico," Laura sussurrou. "Mas temos que ficar quietos... existem criaturas mágicas aqui."

De repente, um vento quente soprou entre as dunas, criando formas estranhas e coloridas na areia. As formas se moveram e mudaram, parecendo dançar na frente dos olhos de Miguel. Ele nunca tinha visto nada parecido!

"Olha!" Miguel gritou, apontando para uma das formas. Ela se transformou em uma criatura pequena e brilhante, com antenas que brilhavam como vaga-lumes.

"É um Ser do Deserto!" Laura sussurrou. "Eles são amigos das cores e da criatividade."

O Ser do Deserto se aproximou, flutuando no ar. Ele era feito de pura luz, e suas cores mudavam a cada segundo. Ele era fascinante e um pouco assustador ao mesmo tempo.

"Olá, crianças," o Ser do Deserto falou com uma voz que parecia música. "Bem-vindos ao nosso lar. Vocês trouxeram criatividade?"

Conheça a Yuna

Crie suas histórias sem nenhum custo

Laura e Miguel trocaram olhares. Eles não tinham certeza do que dizer.

"Criatividade?" Miguel repetiu, lembrando de quando seus pais diziam que ele era muito criativo inventando histórias.

"Sim," o Ser do Deserto confirmou. "A criatividade é a magia que faz nosso mundo girar. É a força que nos permite imaginar, inventar e sonhar."

O Ser do Deserto se virou para Miguel. "Eu sinto uma grande criatividade dentro de você, garotinho. Mostre-me!"

Miguel, encorajado pelo olhar gentil do Ser do Deserto, começou a inventar uma história sobre seu carrinho azul, que agora ele imaginava correndo pelas dunas coloridas, transformando-as em pistas mágicas.

A cada palavra de Miguel, as cores do deserto se tornavam mais vivas, mais intensas. O próprio deserto parecia vibrar com a história, as dunas se moldando em montanhas-russas e loopings.

Laura e o Ser do Deserto ouviam com atenção, encantados com a história de Miguel. Ele nunca tinha percebido o quão poderosa sua imaginação podia ser.

Quando Miguel terminou sua história, o sol começava a se pôr no horizonte, tingindo o céu em tons de laranja e roxo. Era hora de voltar para casa.

"Obrigado por compartilharem sua criatividade conosco," o Ser do Deserto disse, com um sorriso nos lábios luminosos. "Voltem sempre, crianças. O Deserto Mágico estará sempre aberto para aqueles que acreditam na magia da imaginação."

E num piscar de olhos, Laura e Miguel estavam de volta à sala de estar de Miguel, o carrinho azul ainda em suas mãos. O sol estava se pondo lá fora, exatamente como no Deserto Mágico.

Miguel olhou para Laura, os olhos brilhando. "Aquilo foi incrível!"

Laura sorriu. "Eu avisei que seria uma aventura."

Naquela noite, enquanto Miguel se aconchegava em sua cama, ele sabia que nunca esqueceria sua viagem ao Deserto Mágico. Ele aprendeu que a criatividade era uma coisa poderosa e mágica, e que ele sempre carregaria um pouco daquela magia dentro de si.

Conheça nosso app

Crie suas histórias
gratuitas

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Conheça nosso app

Crie suas próprias histórias

Crie suas próprias histórias